800 291 291 – Serviço Número Verde (Grátis) Dias úteis das 9h às 21h
Portes gratuitos para encomendas acima dos 30€
800 291 291 – Serviço Número Verde (Grátis) Dias úteis das 9h às 21h
Portes gratuitos para encomendas acima dos 30€
Retenção de líquidos? Como eliminar?

A retenção de líquidos no corpo consiste na acumulação dos mesmos nos espaços entre as células. A experiência desta condição varia de pessoa para pessoa, assim como as causas do seu aparecimento.

Entre as diferentes causas deste transtorno, podemos salientar as seguintes:

  • Carência de micronutrientes, tais como vitaminas e minerais, macronutrientes como é o caso das proteínas ou, ainda, determinados ácidos gordos;
  • Excesso de sal na alimentação;
  • Alguns medicamentos;
  • Doenças da tiróide, cardiovasculares, circulatórias, hepáticas, hipertensão, gravidez, reações inflamatórias, toma de anticoncecionais e ciclo menstrual (são condições “perturbadoras” do referido equilíbrio hídrico);
  • Doenças renais são um exemplo importante a destacar, uma vez que estão muitas vezes associadas às alterações da pressão arterial e a perdas de proteínas.

Embora seja um transtorno comum a muitas pessoas, a verdade é que em circunstâncias normais o organismo está preparado para realizar um equilíbrio adequado entre os líquidos que entram, saem e que permanecem no mesmo.

No entanto, em situações especiais ou em condições clínicas, este equilíbrio pode ser perturbado, originando uma acumulação em alguns tecidos. O primeiro passo é saber identificar o problema.

E as rotinas do dia-a-dia, podem afetar e dar lugar à retenção de líquidos?

Outras situações, não mencionadas anteriormente, podem também originar a retenção de líquidos no organismo. A verdade é que por não se tratarem de situações especiais ou condições clínicas, muitas vezes são desvalorizadas por serem mais banais e recorrentes.

Podemos destacar:

  • Passar muitas horas em pé, ou o contrário, muitas horas sentado;
  • Ansiedade;
  • Temperaturas elevadas;
  • Pressão atmosférica (andar de avião);
  • Roupa muito apertada.

A eliminação da retenção de líquidos pode ser a primeira etapa (e a mais fácil!) para a perda de volume e de peso.

PASSO 1: Como identificar a retenção de líquidos?

Este problema pode manifestar-se num aumento de peso, sensação de “inchaço”, que altera o aspeto físico. O edema é a designação para o que habitualmente referimos de “inchaço”. Este é responsável muitas vezes pelo aumento de peso. É mais frequente nas pernas ou abdómen, mas pode ocorrer noutras zonas do corpo como é o caso das mãos.

Pode verificar que se comprimir a pele da zona que apresenta esse “inchaço” é possível que lhe cause alguma dor e que essa compressão fique marcada após soltar, demorando um pouco a retomar o seu aspeto normal.

Associado ao edema, temos sintomas como cansaço nos membros que apresentam mais retenção, sensação de fraqueza e redução do aspeto do músculo ou cãibras, são alguns dos sintomas mais frequentes nesta situação.

PASSO 2: A prevenção é um ponto importante!

Antes da consequência deve pensar cuidadosamente na prevenção. E no caso da retenção de líquidos, há varias regras que podem ser seguidas de maneira a evitar este transtorno.

Uma dieta saudável é o segredo para o sucesso, mas há alguns detalhes que deve tirar nota:

  • Uma dieta que inclua fontes de proteínas, que são essenciais para evitar deslocação de líquidos;
  • A inclusão de fontes de magnésio e vitaminas do complexo B e vitamina C que contribuem para a boa regulação do metabolismo;
  • Cuidados para reduzir o sal da sua dieta (nunca são suficientes!);
  • Consumo de líquidos (não açucarados), que deve ser adequado ao peso, à atividade física, ou temperatura do meio ambiente;
  • Prática de exercício físico, que podem ajudar a regular a produção de hormonas de forma mais adequada, evitando desequilíbrios.

PASSO 3: Como acabar com a retenção de líquidos?

Nem sempre é uma tarefa simples e o processo depende das causas e de cada indivíduo. No entanto, existem algumas dicas que podem ajudar, como é o caso do foco na alimentação. Mas há mais!

Quando beber mais líquidos não significa mais retenção!

beber-agua-retencao-liquidos

Embora pareça estranho, a ingestão de líquidos pode ser uma solução. Muitas vezes, a falta de líquidos no corpo é a principal razão para a retenção dos mesmos. Por isso, experimente beber mais um pouco. Se sentir uma alteração negativa considere então uma ida ao seu médico.

Não desanime! Sim, é perfeitamente possível aumentar 3 kg numa semana devido à acumulação de líquidos.

Quando o peso aparece num curto espaço de tempo, sem qualquer justificação alimentar, deixando-o desanimado por achar que a sua dieta não está a funcionar, não desanime. Consulte as seguintes regras para começar a ver-se livre deste transtorno na sua vida:

  • Na verdade, e como já foi referido, o consumo de líquidos é muito importante no processo de eliminação da retenção;
  • Alterar a sua rotina não passando muitas horas na mesma posição é também um passo importante a integrar no seu dia a dia;
  • Adequar o potássio da sua dieta! É necessário, uma vez que este mineral ajuda na regulação das concentrações de líquidos, estimulando inclusivamente a eliminação dos mesmos, pelo organismo;
  • Consultar um nutricionista pode ser o primeiro passo para muitas das suas perguntas e dúvidas.

Finalmente, é de salientar que os A.R.L. da Lev® são a solução ideal para este desafio. São compostos por propriedades diuréticas que o ajudam a eliminar líquidos indesejáveis, melhorando o aspeto da pele e o seu bem-estar.

Pode optar entre sabores como Ananás ou Frutos vermelhos. Os nutricionistas da Lev® estão também disponíveis para o auxiliar elaborando um plano específico para eliminação da retenção de líquidos.

Marque uma consulta gratuita na clinica Lev® mais próxima de si e acabe de vez com este problema! ;)

GuardarGuardar

WhatsApp WhatsApp Lev®