800 291 291 – Serviço Número Verde (Grátis) Dias úteis das 9h às 21h
Portes gratuitos para encomendas acima dos 30€
800 291 291 – Serviço Número Verde (Grátis) Dias úteis das 9h às 21h
Portes gratuitos para encomendas acima dos 30€

5 conselhos para evitar a queda de cabelo

evitar queda do cabelo

A alimentação, os seus níveis de stresse ou até a suplementação que toma podem ser decisivos na queda de cabelo.

Todos perdemos cabelo. Até aqui é normal. Cerca de 50 a 100 fios de cabelo caem da cabeça de todas as pessoas diariamente. Além disso, à medida que vamos envelhecendo os nossos fios de cabelo vão se tornando cada vez mais finos. Mas há mais. O stresse, os desequilíbrios hormonais, a desidratação ou uma alimentação deficiente, entre outros, podem contribuir para uma queda de cabelo mais acentuada. Conheça cinco estratégias que o podem ajudar a evitar a queda de cabelo.

Atenção à suplementação

Vitaminas A, C e complexo B (B5; B9;B12) ferro, zinco, selénio e aminoácidos essenciais –metionina, lisina  e cisteína. Estes são alguns dos termos a reter e que podem ser importantes quando se trata de prevenção. O Faneras, um multivitamínico à base de vitaminas do complexo B e o Vita Lev podem dar uma ajuda, mas o ideal é falar sempre com o seu nutricionista primeiro.

Alimentação é importante

A forma mais fácil de encontrar estas vitaminas é sob a forma de suplementos, mas a alimentação também pode dar uma ajuda. Ingerir vegetais de folhas verdes, como espinafres, couves e acelga fornece ao corpo vitaminas essenciais para o cabelo. Entre elas estão as vitaminas A e C, que ajudam os folículos pilosos a produzirem sebo. As folhas verdes também contêm ácido fólico (B9), biotina, cálcio, ferro e zinco. A cenoura, a rúcula e o agrião são um bom exemplo. Mas não só. As sementes de abóbora são ricas em zinco, a cebola roxa rica em aminoácidos cisteína, lisina e metionina e os cogumelos são ricos em aminoácidos essenciais (lisina, metionina, cisteína) e vitaminas B5 e B9. Não se esqueça também da importância da água.

Não abuse da temperatura da água

O ideal é que a lavagem do cabelo seja feita com água a uma temperatura menor que 25 graus. Preferencialmente, em dias alternados.

Escolha a escova certa

Um estudo publicado no Journal of Dermatological Treatment afirma que a frequência com que os cabelos são penteados aumenta a queda dos fios. Assim, usar uma escova que não é a ideal para o seu tipo de cabelo pode danificar os fios.

Evite o álcool e o fumo

Apesar de não ser uma surpresa, uma pesquisa recente do Departamento de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, veio comprovar que existe uma relação entre a queda de cabelo e os fumadores. O estudo analisou amostras de tecido de 1.241 homens fumadores e não fumadores e constatou que a hormona DHT, particularmente ligado à calvície, aparecia em índices até 13% superiores entre quem fumava. Além disto, ao produzir radicais livres no organismo, o tabagismo facilita a queda de cabelo. Quanto à ingestão de álcool, desgasta o organismo já que exige do nosso corpo um esforço maior para a metabolização do etanol. O desgaste do metabolismo é um dos fatores que podem levar à queda capilar.

 

WhatsApp WhatsApp Lev®