800 291 291 – Serviço Número Verde (Grátis) Dias úteis das 9h às 21h
Portes gratuitos para encomendas acima dos 30€
800 291 291 – Serviço Número Verde (Grátis) Dias úteis das 9h às 21h
Portes gratuitos para encomendas acima dos 30€

Tudo o que deve saber sobre ácidos gordos

ácidos gordos

Já ouviu falar dos benefícios dos ácidos gordos como o ómega 3, 6 ou 9. E até do óleo de onagra. Mas tem a certeza que sabe o porquê?

Para que não existam dúvidas: a gordura é boa para o organismo. No entanto, a verdade é que é mais complicado que isto. Os ácidos gordos como ómegas 3 e 6 são gorduras polinsaturadas que devem estar presentes numa alimentação saudável e equilibrada.

Os ácidos gordos regulam a resposta inflamatória do nosso organismo, estimulam o bom funcionamento cerebral e têm um papel fundamental nos processos de crescimento, desenvolvimento e reparação do organismo.

Tal como os fitoesteróis, os ácidos gordos podem ser aliados na redução dos níveis totais de colesterol e LDL, e na elevação dos níveis de HDL, com um efeito protetor para a sua saúde cardiovascular. Além disso, está mais que provado que os ómega-3 são benéficos para as articulações. Podem ainda ajudar a travar a perda de densidade óssea, muito importante sobretudo na fase da menopausa.

Mas, afinal, o que são?

Os ómegas 3 e 6 são considerados ácidos gordos essenciais, uma vez que o nosso organismo necessita dos mesmos para um correto funcionamento, mas não consegue produzi-los. É assim essencial obtê-los através da alimentação. Já o ómega 9 não é essencial, porque é produzido pelo corpo. Contudo, a boa relação entre estres três tipos de gordura garante que o organismo se mantenha saudável, prevenindo doenças como cancro, alzheimer ou depressão.

Onde se encontram?

O ómega 3 e 6 estão presentes em peixes como salmão, sardinha ou atum e frutos secos como nozes, amêndoas ou castanha de caju, por exemplo. Uma boa fonte de ácidos gordos são também as sementes de abóbora, cânhamo ou girassol. O ideal seria consumir duas porções de peixe por semana, incluindo peixes mais gordos como atum ou cavala. No entanto, por vezes quando estamos em dieta e mesmo numa alimentação convencional acabamos por não conseguir cumprir estas metas.

Em relação ao ómega 9 sendo um ácido gordo não essencial, porque o nosso corpo consegue produzir, não significa que não seja saudável consumir. Uma boa fonte são o azeite ou as amêndoas. Assim, para manter níveis adequados de ómegas 3, 6 e 9 e os seus benefícios para a saúde, a suplementação pode ser uma boa opção. Especialmente para quem não come peixe pelo menos duas vezes por semana ou no caso de vegetarianos.

Como escolher um suplemento de ómega 3, 6 e 9

Tal como muitos outros óleos, os ácidos gordos polinsaturados oxidam facilmente quando são expostos à luz ou ao calor. Desta forma, quando escolher o seu suplemento de ácidos gordos, opte por um que seja prensado a frio, como o suplemento alimentar de ácidos gordos essenciais da Lev. O que é que isto significa? Que o óleo foi extraído sob calor limitado, minimizando a oxidação que pode danificar as moléculas dos ácidos gordos. Para garantir que está a escolher um suplemento que não está oxidado, verifique se contem um antioxidante como a vitamina E, como o da Lev. Além disso, este suplemento de ácidos gordos possui ainda o óleo de onagra, tão importante para a nossa saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

WhatsApp WhatsApp Lev®